Os Clubes de Ciência desembarcaram no Brasil – mais especificamente, no campus Pampulha da UFMG. Na próxima semana, 80 estudantes selecionados vão conhecer pesquisadores de renomadas instituições de pesquisa enquanto se engajam em atividades científicas.

Em paralelo às atividades da 69ª Reunião Anual da SBPC,  entre os dias 17 e 22 de julho, os Clubes vão promover uma variada programação de palestras, atividades em grupos temáticos e laboratórios.

Serão quatro oficinas gratuitas, organizadas por pesquisadores de Harvard, da Universidade de Northeastern e da Universidade Hosftra sobre temas como células-tronco, edição genômica, epidemiologia, empreendedorismo científico e inovação.

Os participantes são estudantes do ensino médio e dos primeiros anos de graduação. Foram mais de 900 inscritos, de seis Estados brasileiros.

Cada um dos quatro clubes recebe 20 alunos. Os grupos terão 40 horas para cumprir um desafio, supervisionados por cientistas e pesquisadores do Brasil e do exterior.

Como funcionam os Clubes de Ciência

Programação dos Clubes de Ciências no Brasil

Na abertura, marcada para segunda-feira, dia 17 de julho, às 9h, o presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Luiz Davidovich falará sobre o tema “Um projeto de ciência para o Brasil”.

Na tarde do mesmo dia, a partir das 13h, o pesquisador Paulo Sérgio Lacerda Beirão (UFMGFAPEMIG) falará aos jovens sobre oportunidades de pesquisa no ensino médio e graduação.

A programação segue com debates e discussões sobre Divulgação Científica, Inovação Tecnológica e Fomento à Formação de Jovens Pesquisadores.

A iniciativa de trazer os Clubes para a UFMG foi do professor e pesquisador David Soeiro, que tem experiências na Escola de Saúde Pública de Harvard (Lemann Fellow) e na Organização Mundial da Saúde (OMS).

Confira os palestrantes:

Painel de Palestrantes

Mais informações: