O V Fórum de Cultura Científica da UFMG foi realizado na tarde de ontem, 7 de junho. O evento propôs uma discussão sobre como as novas mídias estão servindo de espaço para a comunicação pública da ciência.

Durante o encontro, foi lançada a iniciativa que pretende ser um espaço deliberativo e proposito para estudantes de graduação e pós-graduação: o Fórum Jovem de Cultura Científica.

A primeira edição do Fórum Jovem será realizada durante a 69º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), de 16 a 22 de julho de 2017, na própria UFMG.

Os estudantes Vinicius Marangon e Lucas Mitre, do canal Cura Quântica, e Jean Gomes de Oliveira, criador do blog Saber Atualizado estiveram presentes. Também falou no encontro o pesquisador Tarcísio Mauro Vago, um dos coordenadores do Projeto Pensar a Educação Pensar o Brasil.

 

As falas dos participantes suscitaram o debate sobre quem é o público que consome conteúdo científico e como ele é visto pelos produtores de conteúdo. A discussão sobre a dicotomia entre o lugar do divulgador/especialista e o público percebido como leigo mostrou que é preciso repensar esses papeis.

Para a pró-reitora adjunta de extensão da UFMG, Cláudia Mayorga, o conhecimento científico não deve ser sobreposto ou ser visto como superior a outros tipos de saberes:

“É importante abrir espaço para que a sociedade contribua com a produção de conhecimento a partir dos lugares que as pessoas ocupam. Nesse sentido, é interessante pensar a ciência a partir de problemas que os jovens enfrentam”.

Brunah Schall, doutoranda em Sociologia, explica os propósitos do Fórum Jovem e como os interessados podem participar:

Fórum de Cultura Científica

O Fórum surgiu em 2015, em iniciativa construída a partir do diálogo entre docentes, servidores técnicos administrativos e estudantes.

A partir da comunicação da ciência em diversas abordagens e unidades acadêmicas, observou-se a clara indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão nessa área.

Os encontros são promovidos pela Diretoria de Divulgação Científica (DDC) e pela Pró-reitoria de Extensão (Proex) da UFMG.