O ensino e o teatro na escola básica

Por Roberta Nunes

Em Uberlândia, a importância da inserção do teatro na escola é enfatizada pelo projeto Partilhas, Ateliês e Redes de Cooperação – aprendizagens teatrais na escola básica, do Laboratório de Práticas Pedagógicas em Teatro (Lapet), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Financiado pela FAPEMIG, em parceria com a CAPES (Edital Pesquisa em Educação Básica), promove a troca de conhecimento, capacitação e diálogo entre profissionais de quatro diferentes escolas da cidade.

O projeto foi encerrado em janeiro de 2015, mas as ações continuam produzindo frutos e fortalecendo a educação na cidade. Uma vez por mês, voluntariamente, professores que praticam o teatro no cotidiano escolar participam do Fórum de Diálogos. Nestas reuniões itinerantes, ocorrem cenas teatrais, compartilhamento das rotinas, estudos, e a gestão de produções e publicações. Os encontros são abertos a todos, mas participam, especialmente, profissionais da Escola Municipal Josyane França, Escola de Educação Básica (Eseba) da UFU, Escola Estadual de Uberlândia e do Centro Educacional Maria de Nazaré).

O professor Getúlio Góis, do Eseba, leciona para alunos de 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e o projeto é um apoio importante. “Às vezes, dentro da escola, a gente faz tanta coisa que um simples relato para um colega, que não é da escola, de como foi o mês e de como estamos trabalhando, nos faz rever a prática”. Exemplo disso, é que, neste semestre, seus alunos vão se apresentar e assistir à peça teatral de outra escola participante do Fórum. “Cada um participava da sua prática, mas agora a gente está se sentindo muito mais unido”, conclui. Para a coordenadora do projeto, Vilma Leite, a Rede pode ajudar muito. “Temos percebido que este período em que estivemos juntos com os professores pudemos fortalecê-los, pois, sozinhos, desanimam”. O maior benefício disso tudo é ver que o teatro cabe na escola”, acrescenta.

[slideshare id=44020442&doc=downloadcadernodepesquisa-150128203345-conversion-gate01]

Como resultado desses dois anos, foi produzindo o DVD Cartas para um amanhã, o livro Caderno de pesquisa – tecendo redes com a educação básica, um portfólio e um primeiro levantamento dos professores que trabalham com teatro em Uberlândia. A partir de questionários foi possível traçar um panorama inicial das práticas teatrais na cidade, onde os profissionais avaliaram as condições de infraestrutura escolar, tempo de aula, dificuldade de compreensão da escola sobre a criação artística, entre outros aspectos. Essa análise foi publicada no Dossiê Teatro e Escola da Revista Rascunhos – Caminhos da Pesquisa em Artes Cênicas.

Confira o documentário:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Z-E4Tq1tufM]

Compartilhe nas redes sociais
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *