Desafio busca soluções para melhorar a vida de pessoas com deficiência

A IPTV – Televisão por Protocolo de Internet (do inglês Internet Protocol Television), é uma ferramenta que faz uso da internet para transmitir conteúdos, englobando televisão, vídeo, áudio e textos, um conceito conhecido como convergência de mídias. A internet é o espaço da convergência por excelência e, dentro desta temática, a  Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) participa da organização do 3º Desafio Internacional de Aplicações de IPTV, concurso que pretende unificar tecnologia e acessibilidade, aproximando o conhecimento científico de questões sociais.

logo_pour_webO 3º Desafio Internacional de Aplicações de IPTV tem o objetivo de garantir a pessoas com diferentes deficiências acesso aos conteúdos interativos. O Desafio ocorrerá em diferentes etapa: após o período de inscrição – que vai até 30 de novembro -, o candidato terá até 15 de janeiro de 2015 para fazer a submissão dos seus trabalhos. O prazo para a execução do experimento será de 16 de abril a 15 de março do ano seguinte, 2016. O resultado será divulgado durante as Parolimpíadas de 2016, na cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de um projeto desenvolvido a longo prazo e voltado essencialmente para atender necessidades de pessoas com deficiência, a fim de garantir o acesso que lhe é de direito. Podem participar todos os segmentos interessados, desde empresas, a professores e alunos de diferentes áreas de atuação.

Professor do Departamento de Ciência da Computação da UFJF, Marcelo Moreno ocupa um cargo de liderança dentro do setor de aplicações de multimídia e sistemas de ponta para IPTV, da União Internacional de Telecomunicações. Para ele, os bons aplicativos são desenvolvidos com o conhecimento de diferentes áreas. “A visão de quem desenvolve os programas já mudou. Hoje em dia não se pensa só em números, é muito importante enxergar as pessoas por trás do projeto.” Ainda segundo ele, é com iniciativas como este concurso “que temos a oportunidade de devolver à sociedade o que ela espera de um centro de ensino, como melhorias reais em sua qualidade de vida”.

A UFJF fornecerá toda a infraeestrutura e apoio necessários para o processo de avaliação, que acontecerá também em Genebra (Suíça), na sede da União Internacional de Telecomunicações. A Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, o Cômite Paraolímpico Intenacional e empresa japonesa Okai também participarão da comissão avaliadora.

Informações da Secretaria de Comunicação da UFJF.
 
Compartilhe nas redes sociais
0Shares
Tags: , , , , , , ,

Verônica Soares

Jornalista, Mestre em História, Política e Bens Culturais, com Doutorado em Comunicação Social sobre textualidades midiáticas da divulgação científica em ambientes digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *