Pare de fumar!

De acordo com um estudo realizado pela Foundation for a Smoke-Free World (Fundação para um Mundo Livre de Fumo) e divulgado pela Organização Mundial da Saúde, 72% dos fumantes não tiveram sucesso em suas tentativas de parar de fumar.

Fernando Colugnati, pesquisador da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) junto a Fundação IMEPEN e Faculdade de Medicina da UFJF, desenvolveram uma pesquisa sobre uma ferramenta eletrônica que busca incentivar as pessoas a combaterem o tabagismo, a ferramenta se trata de um Software que é um aplicativo chamado “Pare de Fumar Conosco” que já é utilizado em países como Estados Unidos e México.

Financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), o estudo realizou testes de efetividade da tecnologia por meio de um ensaio clínico randomizado, em tabagistas com múltiplas condições crônicas e usuários de centros de atenção secundária à saúde.

O software, trabalha como um app educativo motivacional, guiando seus pacientes através de vídeos e questionários que o acompanham até a decisão de parar de fumar, reunindo, assim, informações inerentes do usuário por meio de perguntas relacionadas ao conteúdo, que são realizadas de maneira interativa.

Ao final desta etapa, o usuário decide se quer ou não parar de fumar e se irá optar por utilizar os recursos de tratamento disponíveis gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e, em caso afirmativo, em qual data desejaria iniciar o processo de cessação do tabagismo. “A ferramenta eletrônica tem sua importância retratada por ser uma tecnologia inovadora, de baixo custo e com a possibilidade de ter grande escalabilidade na cessação do tabagismo”, diz Fernando.

Introdução da ferramenta

O software foi apresentado no Seminário de Avaliação Final do Programa de Pesquisa para o SUS: Gestão compartilhada em Saúde – PPSUS, realizado na sede da FAPEMIG e poderá ser disponibilizado para a população caso seja aprovado pelo SUS, visto que ainda existe entraves sobre o modo de disponibilização do aplicativo, ou seja se ele terá  o funcionamento off-line, facilitando assim a entrada para aqueles que não possuem acesso à internet.

“Com a continuidade do projeto e, consequentemente, com a disponibilização do aplicativo visa-se o acompanhamento do fumante até o final do tratamento convencional do tabagismo, realizado nos moldes do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e do Consenso Brasileiro do Tratamento do Tabagismo.”

Grande parte dos fumantes tem consciência dos riscos prejudiciais à saúde que o tabaco causa, porém mesmo assim não conseguem parar de fumar. Para o pesquisador, seria melhor para a saúde das pessoas se elas nem iniciassem o consumo do tabaco. “Na verdade, gostaríamos que todos deixassem de usar a ferramenta por deixar de fumar! Este é nosso objetivo principal”, afirma o pesquisador.

Compartilhe nas redes sociais
0Shares
Tags: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *