O Linkedin divulgou uma lista das Top Startups do Brasil em 2018. Ao todo, a empresa levantou as 25 empresas mais desejadas para se trabalhar no Brasil. O objetivo da inciativa foi oferecer aos profissionais brasileiros um diagnóstico sobre as startups que mais cresceram no ano. Para o estudo, a Linkedin analisou os dados disponíveis em sua plataforma que possui 575 milhões de usuários.

Para participarem do Top Startups do Brasil foram observadas empresas com no máximos sete anos de vida, que empregam pelo menos 50 pessoas, tenham sede no Brasil e pertençam a inciativa privada. Foram analisados quatro critérios: crescimento do quadro de funcionários, interesse de candidatos a vaga de emprego, engajamento dos funcionários e quais empresas estão recebendo maior atenção dos considerados melhores talentos do Linkedin.

As três primeiras colocações ficaram por conta das Fintechs. A primeira com o Nubank, empresa do cartão de crédito roxo que tem feito sucesso junto à clientes cansados da  burocracia e taxas dos bancos tradicionais. Tanto que a empresa não cobra anuidade. Assim, a Nubank chegou a 1,5 milhão de usuários e mais de 800 funcionários. Não é à toa que a startup se transformou em mais um unicórnio brasileiro, tendo o seu valor de mercado acima de US$ 1 bilhão.

O segundo lugar ficou por conta da Creditas. A startup oferece dinheiro a juros baixos com taxas iniciais de 1,15%. E como a procura por crédito tem sido cada vez maior e  as taxas tradicionais estão lá no alto, a empresa deu um salto este ano , esperando crescer cerca de 600%.  A terceira colocação ficou com o Guia de Bolso, empresa paulista que ajuda as pessoas a fazerem o controle financeiro, por meio de um aplicativo que permite organizar os gastos individuais.

Três mineiras apareceram no estudo: Hotmart, MaxMilhas e Rock Content. A primeira delas, a Hotmart ficou na 10° posição. Para quem não conhece, trata-se de uma plataforma que ajuda quem cria e distribui conteúdos digitais. A empresa conta hoje com 90 mil produtores e 1 milhão de afiliados que utilizam a plataforma para atingir consumidores de e-books, podcasts com cursos variados. Na 11° aparece a MaxMilhas, startup que facilita a compra de passagens e venda de milhas áreas. A empresa, com 1,3 milhão de usuários cadastrados uniu duas pontas, quem quer vender as milhas e quem deseja comprar passagem de avião.

Na 20° posição, a Rock Content, empresa com um software de gestão de conteúdo que cria estratégias de marketing digital. A startup possui cera de 20 mil redatores parceiros na produção de textos, vídeos e publicações em redes sociais para empreendedores que desejam aumentar sua visibilidade no mundo digital. Este ano, a Rock Content iniciou  sua operação no exterior abrindo um escritório no México.