Os potenciais da ciência em quadrinhos

Belo Horizonte é a casa do FIQ, o Festival Internacional de Quadrinhos. E a programação da décima edição do festival contou com a palestra Quadrinhos e divulgação científica. Na última sexta-feira, os quadrinistas Marco Merlin, Ricardo Tokumoto e Ana Koehler debateram as potencialidades da linguagem dos quadrinhos para falar de ciência.

Ondas da Ciência: Ciência em quadrinhos

Nesse Ondas da Ciência, Marco Merlin fala sobre os diferenciais desse tipo de narrativa. Entusiasta da divulgação científica, ele iniciou em 2016 o projeto Cientirinhas, em parceria com a equipe do podcast Dragões de Garagem.

Mas quais os recursos dos quadrinhos para falar de ciência? Ana Koehler fala sobre as possibilidades do humor e da ficção. A arquitetura formada pela UFRGS trabalha desde os 16 anos como ilustradora para o mercado editorial impresso e digital. Atualmente, dedica-se à produção de histórias em quadrinhos e à ilustração científica no campo da arqueologia.

Ricardo Tokumoto, conhecido como Ryot, é responsável pelo site ryotiras.com. O quadrinista conta que já trabalhou com pesquisadores, transformando conteúdo científico em quadrinhos. No podcast, ele discute esse tipo de potencial do formato.

Compartilhe nas redes sociais
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *