Sabores geográficos

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/327291694″ params=”color=ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]

Qual a relação entre comida, memória, cultura e a construção da noção de pertencimento? Para debater o espaço que a comida ocupa na identidade mineira, o Núcleo de Pesquisa em Geografia Humanista, NPGEOH, organizou o IV Seminário Sabores Geográficos, entre os dias 1 e 2 de junho, na UFMG. Na quarta edição do evento, uma turma interdisciplinar de professores discutiu a relação entre morte, espiritualidade e mineiridade com a comida.

Nesse Ondas da Ciência, confira entrevista com a professora do Instituto de Geociências da UFMG e coordenadora do NPGEOH, Virgínia de Lima Palhares.

Seminário Sabores Geográficos

O Seminário Sabores Geográficos acontece a cada dois anos, e discute a paisagem, o lugar, a cultura, o imaginário, a comida, a memória e a identidade. É a primeira vez que o evento acontece em Belo Horizonte.

O seminário traz um olhar humanista, cultural e fenomenológico para a Geografia, relacionado ao trabalho do NPGEOH, que abriu suas portas em 2014. Se você quiser conhecer mais sobre o trabalho do Núcleo de Pesquisa em Geografia Humanista da UFMG, acesse o blog do grupo.

Compartilhe nas redes sociais
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *