A ciência como ferramenta de leitura do mundo

Realizado na manhã de ontem, 16 de junho, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o I Fórum de Cultura Científica foi pensado como um espaço aberto para as discussões relacionadas à comunicação da ciência, a fim de encontrar soluções que fortaleçam as ações de divulgação já existentes e proporcionar a criação de novas estratégias de aproximação com o público.

Convidado a abrir o Fórum com uma fala que pudesse “inspirar e motivar os participantes”, o diretor de Popularização das Ciências do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), professor Douglas Falcão, defendeu o potencial de desenvolvimento de novas ações para divulgar a ciência, que são também oportunidade de ascensão social para a população. Destacou, porém, que o Brasil tem diversos desafios a serem superados, entre eles, os contrastes sociais e as particulares de cada região no que se refere ao acesso ao conhecimento científico.

“A divulgação é ferramenta de leitura do mundo, principalmente para que os mais novos tenham consciência de que vivemos em uma sociedade marcada pela intervenção humana, um fenômeno muito recente. Tudo o que vemos à nossa volta é produto da tecnologia”

Para Falcão, é importante que os jovens se sensibilizem quanto à possibilidade de fazer carreira na Ciência e, com isso, colaborar para um maior interesse da divulgação do conhecimento científico em todos os espaços, não somente em escolas e universidades.

_MG_1896
Reprodução: Foca Lisboa / UFMG

Douglas Falcão também pontuou que o uso de aplicativos e a divulgação científica nos meios digitais ainda não ganharam escala no Brasil mas podem representar uma revolução na maneira como se comunica a ciência no país. Outro tema que mereceu atenção durante o encontro foi a necessidade de dialogar e reconhecer o conhecimento local e os saberes regionais, não somente como objetos de estudo, mas como meios para viabilizar a prática científica.

Promovido pela Diretoria de Divulgação Científica (DDC) e pela Pró-reitoria de Extensão (Proex), o Fórum de Cultura Científica da UFMG é uma iniciativa construída em diálogo com diversos setores da Universidade envolvidos em ações de ensino, pesquisa e extensão. Seu objetivo é discutir temas relacionados à cultura e divulgação científica e a estratégias para articular e conferir visibilidade às diversas ações de comunicação pública do conhecimento produzido pelos grupos da UFMG.

Com informações do site da UFMG.

Verônica Soares

Jornalista de ciências, professora de comunicação, pesquisadora da divulgação científica.

Conteúdo Relacionado