A pergunta do título certamente já passou pela sua cabeça em algum momento da vida.

Se você atua em pesquisa, deve ter feito esse questionamento na juventude, quando ainda pensava “no que seria quando crescesse”. A figura do pesquisador meio maluquinho de jaleco e vidros coloridos na mão, dentro de um laboratório, circula do imaginário infantil como a imagem clichê do cientista. Mas entender a importância dessa profissão para o desenvolvimento científico do país é fundamental para atrair novos talentos para a área.

Foi justamente para incentivar jovens a seguirem carreiras científicas que a série “Profissão Cientista” foi criada. Lançada em outubro de 2014 pelo Observatório Juventude, Ciência e Tecnologia (Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio/Fiocruz), o material mostra a trajetória profissional de seis pesquisadores da Fiocruz, a fim de fornecer aos jovens informações sobre carreiras em ciência e tecnologia, estimulando-os também em direção à iniciação científica no ensino médio.

Confira:

A série de vídeos “Profissão Cientista” conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e com a produção da Jatobá Filmes. Os vídeos estão disponíveis no site do Observatório Juventude C&T e no canal do Youtube, podendo ser utilizados por professores em sala de aula e em ambientes não-formais de ensino.