Que em 2013 a gente volte a pensar “se deve” fazer o que “pode”

[soundcloud url=”http://api.soundcloud.com/tracks/73202285″ params=”” width=” 100%” height=”166″ iframe=”true” /]

A responsabilidade ética dos nossos atos é um tema que precisa ser debatido e analisado constantemente. E como na virada do ano a maioria de nós está mais aberta a uma reflexão mais profunda, no Ondas da Ciência, o podcast da FAPEMIG de hoje a gente traz dois entrevistados que vão chamar sua atenção sobre a ética, aquela que reflete os valores da sociedade e tem função reguladora das condutas, inclusive da ciência.

Capitalistas, muitos de nós temos deixado, até mesmo inconscientemente, que valores desse sistema econômico se tornem também valores pessoais e norteiem costumes e atos. Os danos ao meio ambiente – reversívteis ou não – são exemplos de como o uso do conhecimento sem as devidas precauções para garantir a sustentabilidade pode resultar em efeitos indesejáveis e por vezes ameaçadores, em médio e em longo prazo. Se por um lado há descobertas que trazem questões e dilemas para os profissionais da ciência – que precisam tomar decisões de forma responsável e transparente –, por outro lado a sociedade deve poder buscar informações claras e acessíveis que permitam interferir nos rumos das pesquisas que afetam diretamente suas vidas.

Segundo o professor Volnei Garrafa, coordenador da Cátedra Unesco de Bioética da Universidade de Brasília (UnB), analisar eticamente e moralmente os desdobramentos consequentes ao desenvolvimento científico e tecnológico é a principal atividade da bioética. “Nos últimos 50 anos o mundo avançou mais do que toda a sua história até então. O que era correto e justo nos anos 50, hoje já não é mais”, observa. Falando da relação entre bioética e direitos humanos ele chama a atenção para o fato de que estamos numa era em que quase tudo já é possível. O desafio agora é analisar se mesmo podendo devemos agir assim, “assado”, ou não agir.

Concorda com ele a professora Maria Auxiliadora Roque de Carvalho, do departamento de Bioquímica do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG. Mas ela também chama a atenção dos pesquisadores seniores para a necessidade de buscarem também uma melhor formação ética dos jovens pesquisadores. “Os valores mudaram demais”, destaca. E sugere que a análise ética dos projetos de pesquisa seja mais aprofundada, começando desde sua concepção e perdurando durante e depois.

Ouça nosso podcast (#56). Ele encerra nossa série de entrevistas sobre os temas tratados durante o 2º Encontro Preparatório para o Fórum Mundial de Ciência, que será realizado no Rio de Janeiro, em novembro de 2013, e abre um período de descanso em janeiro. Mas fique tranquilo, em fevereiro a gente volta com mais uma edição inédita. Aproveite e dê sua opinião: acs@fapemig.br  #compartilhe !

Nós do programa Ondas da Ciência, junto com toda a equipe da Assessoria de Comunicação da FAPEMIG, desejamos a você e a toda sua família um ano novo cheio de ciência, tecnologia e inovação sustentáveis. E com muito sucesso e saúde, para todos nós!

Feliz 2013!

OUÇA a íntegra da entrevista com Volnei Garrafa (MP3 – 40,2 MB – 22 minutos)

Podcasts de cobertura ao Encontro Preparatório em BH

Que em 2013 a gente volte a pensar “se deve” fazer o que “pode” (31/12/2012)

Avanço da ciência deve se reverter em acesso ao conhecimento  (16/12/12)

Cidades realmente inclusivas devem considerar necessidades da população  (9/12/12)

CTI para a saúde nos trópicos  (2/12/12)

É preciso usar melhor a ciência para fazer crescer agronegócio brasileiro (23/11/2012)

Agenda da ciência e tecnologia brasileira inclui investimentos do pré-sal, defende secretário nacional  (18/11/2012)

Reitor da UFMG analisa desafios científicos e tecnológicos atuais (11/11/2012)

Preparatório para o Mundial de Ciência 2013 passa por BH e leva boas ideias (3/11/2012)

 

Podcasts de cobertura ao Encontro Preparatório em BH

Que em 2013 a gente volte a pensar “se deve” fazer o que “pode” (31/12/2012)

Avanço da ciência deve se reverter em acesso ao conhecimento  (16/12/12)

Cidades realmente inclusivas devem considerar necessidades da população  (9/12/12)

CTI para a saúde nos trópicos  (2/12/12)

É preciso usar melhor a ciência para fazer crescer agronegócio brasileiro (23/11/2012)

Agenda da ciência e tecnologia brasileira inclui investimentos do pré-sal, defende secretário nacional  (18/11/2012)

Reitor da UFMG analisa desafios científicos e tecnológicos atuais (11/11/2012)

Preparatório para o Mundial de Ciência 2013 passa por BH e leva boas ideias (3/11/2012)

 

MAIS PODCAST FAPEMIG
Ondas da Ciência

Trilha sonora – Royalty free use free: Hoot.mp3, kick2.mp3 (soundcloud.compartnersinrhyme), Tejaswi_Intuition-160.mp3 (sampleswap.org)

Compartilhe nas redes sociais
0Shares
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

5 comentários em “Que em 2013 a gente volte a pensar “se deve” fazer o que “pode”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *