Universidades promovem debates sobre os 50 anos do golpe militar de 64

Nesta segunda-feira, 31 de março, completam-se 50 anos do golpe militar de 1964. Universidades e centros de pesquisa em todo o país realizam atividades relacionadas ao tema ao longo da semana, a fim promover debates e manter viva a memória deste período da história brasileira.

Confira a agenda com algumas atividades e participe:

  • Na Federal de Ouro Preto, o Departamento de História promove nesta terça-feira, 1º de abril, um debate sobre o tema aberto a todos os interessados. O Conexão História tem início às 19h, na sala de reuniões do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), em Mariana;
  • Em Juiz de Fora, o debate “Impressões do Golpe: 50 anos depois” é promovido pela UFJF nesta segunda, 31, às 14h, no auditório do Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm). Mais infos no site;
  • A Federal de Uberlândia lança hoje, segunda-feira, 31, na Câmara Municipal,  o projeto “Conhecer pra nunca mais“. A proposta aproveita o aniversário de 50 anos do  Golpe Civil Militar no Brasil para envolver a academia, órgãos públicos e privados na produção e distribuição de conhecimentos. Mais infos no site;
  • A PUC Minas promove uma programação especial com ciclo de conferências a partir de amanhã, terça-feira, 1 de abril. Todas as informações estão disponíveis no site;
  • No Rio de Janeiro, as principais universidades e institutos de pesquisa reuniram-se para organizar um conjunto de atividades acadêmicas com o objetivo de refletir e debater sobre o golpe civil-militar. Consulte o site para ter acesso à programação.

Para saber mais:

A Folha de S. Paulo criou um hotsite especial para tratar do tema, com conteúdo produzido pela turma de seu Programa de Treinamento. Clique aqui para conhecer.

Sabe de mais algum evento relacionado ao tema? Indique nos comentários!

 

 

Compartilhe nas redes sociais
0Shares
Tags: , , ,

Verônica Soares

Jornalista, Mestre em História, Política e Bens Culturais, com Doutorado em Comunicação Social sobre textualidades midiáticas da divulgação científica em ambientes digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *