Gelo no planeta: no mar e na terra

O gelo é encontrado em todo o nosso planeta, desde o pico mais alto da África as regiões polares.  Quase dois terços de toda a água doce da Terra estão presos no gelo. A quantidade de gelo afeta a energia é absorvida pelo planeta e também o nível global do mar.

Cientistas da NASA estudando o gelo no Oceano Ártico. Foto: NASA/Kathryn Hansen/ Flickr
Cientistas da NASA estudando o gelo no Oceano Ártico. Foto: NASA/Kathryn Hansen/ Flickr

Essas são apenas algumas das razões pelas quais os cientistas estudam o gelo. Os especialistas investigam dois tipos de gelo na superfície: terrestre e marinho.

O gelo terrestre se forma quando a neve acumula anos após anos, depois se comprime e endurece. Grandes camadas de gelo terrestre podem ser vistos nas regiões da Groenlândia e a Antártida.

O gelo marinho se forma quando a água do mar congela. É muito comum acontecer no Oceano Ártico, Oceano Antártico, além de regiões oceânicas frias.

Boa parte do gelo do planeta é encontrado em lugares remotos e perigosos. A Agência Espacial Americana (NASA), por exemplo, usa sensores em satélites e aviões para medir o gelo em lugares difíceis de visitar. Imagens de satélite também fornecem aos cientistas uma visão global de como o gelo está mudando em nosso planeta.

Iceberg sobre o mar de Bellingshausen, no oeste da Antártida. Foto: NASA / James Yungel/ Flickr
Iceberg sobre o mar de Bellingshausen, no oeste da Antártida. Foto: NASA / James Yungel/ Flickr

Derretendo…

Talvez você fique pensando… Como todo aquele gelo das regiões frias ou polares não derrete? Tanto o gelo terrestre quanto o marinho não desaparecem com tanta facilidade por um motivo simples: a cor branca reflete muita luz solar e isso quer dizer que as placas de gelo não absorvem tanta energia (e calor) que poderiam derretê-las.

Montanhas de gelo. NASA/Goddard/Maria-Jose Vinas/ Flickr
Montanhas de gelo. NASA/Goddard/Maria-Jose Vinas/ Flickr

O derretimento acontece aos poucos. Quando o gelo terrestre derrete, adiciona água armazenada aos rios, lagos, reservatórios e oceano. Quando o gelo marinho derrete, não adiciona água ao oceano. Imagine que ele funciona como cubos flutuantes em um copo de água e ao derreter não muda o nível da água.

Você sabia?

  • Ursos polares vivem apenas no Ártico e pinguins vivem apenas no Hemisfério Sul, especialmente a Antártida. Ambos dependem do gelo para sobreviver.
  • O povo nativo do Ártico tem muitas palavras diferentes para descrever os ambientes gelados em que viveram por milhares de anos:

“Pukak” : palavra da cultura inuktitut que significa neve em pó (que parece sal).

“Siguliaksraq”: palavra da cultura inupiaq que significa gelo em cristais (que se forma quando o mar começa a congelar)

Cientistas em estudos no Ártico. Foto; NASA/ Kathryn Hansen/ Flickr
Cientistas em estudos no Ártico. Foto; NASA/ Kathryn Hansen/ Flickr

Fonte das informações: https://www.earthobservatory.nasa.gov/

Sobre o(a) autor(a)

Luana Cruz

Luana Cruz

Jornalista, professora e pesquisadora. É mãe dos gêmeos Martin e Heitor.
frame3

Conteúdo Relacionado

Enable Notifications    OK No thanks