Estudo inédito avalia doença que causa prejuízo na avicultura brasileira

Pesquisa apoiada pela FAPEMIG estuda o  Chicken Anemia Virus, que causa morte das galinhas

Imagem ilustrativa. Foto: Pixabay

anemia das galinhas, causada pelo Chicken Anemia Virus (CAV), é um problema sério para a avicultura industrial, podendo afetar a saúde e a produtividade dos frangos. Para auxiliar no entendimento da propagação da CAV em Minas Gerais, pesquisadores da Escola Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), realizaram um estudo que busca caracterizar o vírus da anemia das galinhas.

De acordo com Nelson Rodrigo Martins, professor de Medicina Veterinária da UFMG e coordenador da pesquisa, o vírus abaixa a imunidade dos agentes contaminados. Nos casos mais leves, a baixa imunidade pode causar problemas intestinais, impedindo a produção e o crescimento dos frangos. Nos casos extremos, pode levar à morte das aves, causada por anemia e hemorragia.

Segundo o professor, o vírus é muito comum na avicultura comercial. O pesquisador destaca que um dos métodos para evitar a contaminação é vacinar as aves e criá-las em ambiente restrito, com alto controle. “Biosseguridade e vacinação são estratégias para reduzir a transmissão do vírus para as novas gerações e permitir a passagem de anticorpos para os pintinhos”, diz.

Ampliando conhecimento

A pesquisa, que também contou com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), buscou ampliar o conhecimento sobre a doença por meio de estudos moleculares do vírus. Para o pesquisador, a importância desse trabalho se deve ao fato de que, por muitos anos, diversos episódios de falhas vacinais descritos na avicultura mundial foram associados a infecção por vírus CAV. O estudo incluiu avaliações de tecidos e de fluidos de aves com presença de CAV por meio de detecção molecular, usando a genética de famílias diferentes para comparar às espécies de outros países.

Os estudos de ocorrência e caracterização do vírus da anemia das galinhas são inéditos em avicultura familiar brasileira. O grupo também realiza estudos sobre aviadenovirus, reovirus e rotavirus, agentes infecciosos que também atacam as aves, todos eles inéditos na avicultura brasileira.

Outras linhas de pesquisa exploradas pelo grupo incluem a investigação de contaminantes nas vacinas avícolas. “O conhecimento da ocorrência de contaminantes em vacinas está provocando a mudança nas metodologias de controle de qualidade”, pontua Nelson Rodrigo Martins.

A doença

Anemia das Galinhas (Chicken Anemia Virus – CAV) é uma doença que pode ser transmitida entre gerações durante a reprodução. A infecção grave pelo CAV leva as aves a morte e não tem cura. A perda de saúde dos frangos contaminados pode resultar em prejuízos econômicos na avicultura, devido a queda de produtividade.

Conteúdo Relacionado