Dia da Sobrecarga da Terra: recursos esgotados para 2019

Não é novidade para ninguém que os recursos naturais da Terra estão cada vez mais escassos. Com o intuito de medir quanto tempo levamos para gastar os recursos naturais que a Terra produz em um ano, a Global Footprint Network, parceira da WWF, criou um índice chamado Overshoot Day ou Dia da Sobrecarga da Terra.

O Dia da Sobrecarga é, portanto, o momento em que o déficit ecológico se torna maior que a capacidade do planeta de gerar recursos. Isso acontece devido à velocidade e ao padrão de consumo dos seres humanos.

Sobrecarga cada vez mais precoce

Oficialmente o primeiro Dia da Sobrecarga da Terra foi 21 de dezembro de 1971, quando a terra registrou 10 dias de déficit. Depois desta data, o dia em que o consumo humano ultrapassa a capacidade da Terra em se regenerar só se antecipou (com algumas raras exceções). Em 2001, a sobrecarga aconteceu no dia 4 de outubro. Já em 2019, a Terra passou a estar “no vermelho” no dia 29 de julho.

Ano após ano, o Dia de Sobrecarga da Terra é antecipado

As projeções mostram ainda que, considerando o aumento da população e do consumo, em 2030 será necessária a capacidade de duas Terras para acompanhar a demanda humana por recursos naturais.

Cobrança com juros

O cálculo também é feito para cada país separadamente. No Brasil, a data limite da sobrecarga é hoje, 31 de julho. Enquanto em outros países a causa da sobrecarga está relacionada o crescente nível de consumo, no Brasil, o problema está atrelado à queda da biocapacidade. Ou seja, o déficit de recursos no Brasil não está associado ao consumo desenfreado da população, mas sim da capacidade do país em gerar recursos ecológicos.

A consequência disso são impactos ambientais que já atingem regiões marcadas pela seca, desmatamento e processos de desertificação. Escassez de água potável, perda da biodiversidade, inundações e incêndios florestais são só alguns dos possíveis impactos causados quando a Terra entra em “crédito negativo”.

Como ajudar?

Segundo a Global Footprint Network, estima-se que, se conseguirmos atrasar o Dia da Sobrecarga da Terra em cinco dias a cada ano, em menos de 30 anos estaremos dentro dos limites ideais. As formas individuais de ajudar são diversas: tomar banhos mais rápidos, diminuir a produção de lixo, deixar o carro na garagem, repensar os modos de consumo, diminuir o uso de papel, entre outros.

Hoje é possível ter uma estimativa do impacto que nossos hábitos causam na Terra. No site footprintcalculator.org é possível inserir informações sobre o cotidiano e, consequentemente, descobrir os impactos ambientais gerados.

Compartilhe nas redes sociais
0Shares
Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *