Adriana Faria: empreender e “fazer o novo”

Diretora executiva do Centev é uma das personagens do terceiro volume do e-book Mulher Faz Ciência

Foto: Acervo Pessoal

Adriana Faria é diretora executiva do Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa (Centev). O órgão reúne uma incubadora de empresas, o Parque Tecnológico de Viçosa, a Central de Empresas Juniores e o Núcleo de Desenvolvimento Social. Também integra a Câmara de Políticas Públicas da FAPEMIG que, dentre outras atribuições, avalia o potencial de projetos de ciência, tecnologia e inovação para a aplicação de recursos públicos. 

“Minha trajetória na área de gestão da inovação começou por volta dos anos 2000, na primeira instituição privada onde trabalhei como professora. À época, estávamos encantados com as incubadoras de empresas. Aquela necessidade de realmente fazer o novo, fazer acontecer, e a perspectiva de criar novos negócios, inovadores”, conta.

Adriana Faria formou-se em Engenharia Química, na UFU, em 1995. Lá, também fez mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica. Em 2007, tornou-se professora do Departamento de Engenharia de Produção e Mecânica da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Nos anos de 2015 e 2016, fez pós-doutorado na área de Gestão da Inovação, na Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Trabalhamos com vidas no empreendedorismo da inovação. Ver um aluno de mestrado, doutorado, empreender, abrir sua empresa, pegar aqueles resultados de pesquisa, levar para o mercado: são muitas histórias de sucesso, de pessoas, de empresas, de pesquisadores nas universidades, que eu acompanhei e me deixam muito feliz.

Mulher faz Ciência

Adriana Faria é uma das dez personagens do terceiro volume do e-book Mulher faz Ciência. A publicação, lançada pelo projeto Minas faz Ciência, da FAPEMIG, tem o objetivo de despertar o interesse de meninas e jovens mulheres para a carreira científica, ao dar visibilidade para o trabalho de pesquisadores bem-sucedidas em várias áreas do conhecimento.

Alessandra Ribeiro

Graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte - Uni-BH (2004). Especialista em Imagens e Culturas Midiáticas (2008) e mestra em Comunicação Social (2020) pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG . É jornalista do projeto Minas Faz Ciência desde 2015 e autora do e-book Mulher faz Ciência.

Conteúdo Relacionado