Pesquisa detecta chumbo em batons veganos

Pesquisa da UFMG analisou e comparou a presença de chumbo em marcas de batons veganos, orgânicos e naturais e convencionais chineses

Foto: Pxhere/Public Domain

Pesquisas apontam que vários itens de maquiagem convencional, que em sua maioria têm corantes, possuem também metais pesados. Algumas dessas substâncias presentes nos cosméticos são chumbo, mercúrio, cadmio e alumínio.

Com uma crescente demanda, cada dia surgem novas marcas e produtos veganos. E os cosméticos não ficam de fora. Pesquisadores da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) levaram alguns batons veganos, orgânicos e naturais ao laboratório. O objetivo foi avaliar a presença de chumbo nos produtos.

Confira, no Ondas da Ciência!

Metais pesados

Seres vivos necessitam de pequenas quantidades de metais, como o sódio e o zinco. Metais pesados como o mercúrio, o chumbo e o cádmio não possuem nenhuma função dentro dos organismos, e a sua acumulação pode provocar doenças. “Se a gente absorve essas substâncias, elas podem ser armazenados durante anos, como é o caso do chumbo, e podem desencadear problemas”, diz Louise Oliveira, farmacêutica graduada pela UFMG.

Ela explica que o chumbo pode se acumular no corpo, e os sintomas incluem fadiga, mal estar generalizado, vômitos, náuseas, anorexia, insônia, dores nos músculos e diarreia. Em casos mais graves, pode haver delírio, neuropatias, anemias e nefropatias. E em casos extremos a presença do metal pode levar ao coma e à morte.

Chumbo e batons

Louise Oliveira verificou que não haviam estudos específicos para os produtos veganos. Ela então analisou a quantidade de chumbo presente em três marcas de batons orgânicos, veganos e naturais. A pesquisadora realizou também análises em outras três marcas chinesas, de batons tradicionais.

A pesquisa foi conduzida no Laboratório de Toxicologia da Faculdade de Farmácia da UFMG. Os resultados apontaram a presença de chumbo tanto nos batons orgânicos, veganos e naturais quanto nos batons chineses. “Todas as amostras possuíam quantidade detectável. Porém, dentro do que a legislação brasileira permite”, conta a farmacêutica.

Segundo pesquisadoras da Faculdade de Farmácia, no Brasil não há uma legislação específica para cosméticos, em relação à presença de metais pesados. A legislação que existe hoje fala que a matéria prima usada para produção dos cosméticos pode conter chumbo como contaminante até 20 ppm (partes por milhão). E todos os batons analisados ficaram dentro desse limite. O chumbo é tóxico, mas em pequenas quantidades não traz riscos à saúde.

“Também não consegui verificar uma diferença estatística entre os batons eco-friendly e os batons chineses. Todos possuíam chumbo em pequenas quantidades, mas não havia diferença entre os produtos”, explica Oliveira. A pesquisadora lembra que a amostra usada na pesquisa foi pequena. Novos estudos precisam ser feitos para avaliar se a presença de chumbo em batons veganos se estende a diversas marcas e produtos.

A pesquisa da Faculdade de Farmácia da UFMG é importante como base de informações para o desenvolvimento de uma legislação específica sobre a presença de chumbo em cosméticos.

Conteúdo Relacionado