Minecraft no ensino de ciências

Será que alguma criança em idade escolar nunca ouviu falar em Minecraft? Pode ser que sim, né? Então vamos começar com explicações.

Minecraft é um videogame muito popular, lançado em 2011. É o segundo jogo mais vendido de todos os tempos e considerado um dos melhores jogos educativos pelos especialistas.

Está disponível nas mais diferentes plataformas: do celular ao Play Station.

Trata-se de um mundo aberto, com gráficos de baixa resolução em 3D, onde tudo parece feito de blocos.

O jogo não tem objetivos específicos. Todos os recursos são usados para criar aquilo que a imaginação (ou o professor) mandar.

Curioso é que os jogadores podem compartilhar sua criação e convidar outras pessoas para explorar seu mundo ou trabalhar juntas em um projeto.

Veja como se joga, na prática, neste vídeo do canal República Coisa de Nerd, do Youtube.

Mas não é só isso. Minecraft pode ser comparado ao tradicional Lego em possibilidades de utilização.

 

Minecraft updates: The latest Java and Bedrock patch notes | PC Gamer
Atualizações do Minecraft

Módulo Educativo

Atualmente, estão disponíveis, no site oficial, três módulos complementares ao mundo original:

  • Minecraft Dungeon: jogo de ação e aventura inspirado em jogos clássicos
  • Minecraft Earth: módulo de realidade aumentada
  • Minecraft Edição Educativa: plataforma de aprendizagem com base

Em qualquer uma das versões, o jogador aprende e  planeja como irá construir seus monumentos, envolve-se com o plano traçado para atingir objetivos e esta é a principal experiência de aprendizagem.

Segundo Paula Carolei, pesquisadora da PUC-SP e especialista em jogos educativos, o Minecraft ensina a criança a solucionar problemas, além de trabalhar habilidades matemáticas e espaciais. É possível arquitetar uma infinidade de construções, paisagens e cenários.

Edição Educativa 

O módulo educativo de Minecraft é considerado uma plataforma de aprendizagem, que promove criatividade e colaboração para solução de problemas. Educadores de mais de 115 países estão utilizando o jogo em sala de aula, com suporte dos fabricantes.

O próprio site do jogo apresenta uma série de sugestões de aulas, muitas vezes construídas em parceria com instituições como a WWF, organização não governamental internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental.

Por exemplo, esta aula sobre extinção de animais, com objetivo de ensinar estudantes de 8 a 18 anos sobre ecossistemas e biodiversidade.

As perguntas iniciais desta aula são:

  • Como uma espécie se extingue?
  • Quais são as principais influências na extinção de espécies?
  • Quais são as características das espécies que já foram extintas?
  • Como a atual taxa de extinção se compara ao passado?
  • O que podemos aprender com a extinção passada e como isso se relaciona com o nosso mundo agora e no futuro?

Uma aventura então se desenrola e os colegas podem jogar em grupo ou sozinhos.

Com esta lição, é possível aprender:

  • Sobre vida selvagem e da biodiversidade
  • Sobre aspectos físicos e comportamento das espécies extintas
  • A ter empatia por espécies extintas

Além disso, a aula pode ser complementada com outras pesquisas externas sobre o tema. 

Muita coisa legal!

Mas o melhor mesmo é ouvir a palavra de quem já entende do Minecraft e utiliza a plataforma para aprender muita coisa interessante!

Com a palavra, David Paprocki, um especialista em jogos e muito interessado por ciências.

Sobre o(a) autor(a)

Avatar

Lorena Tarcia

Jornalista e professora apaixonada por ciências!
frame3

Conteúdo Relacionado