Cientistas mineiros aparecem em lista de mais influentes

Entre os 600 brasileiros que aparecem em ranking, 47 estão ligados a universidades e instituições de pesquisas de Minas Gerais

O que faz um cientista ser considerado bem-sucedido? Segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, a fórmula é simples: é mais influente aquele que, ao longo da carreira, é mais citado em artigos e estudos publicados em meios de referência.

O resultado de tal pesquisa resultou em uma lista atualizada que apresentou os 100 mil cientistas mais importantes do mundo. O que corresponde a um total de 2% de pesquisadores e pesquisadoras. O ranking foi publicado em outubro no Journal Plos Biology.

O levantamento utilizou dados da base Scopus que permitiu a atualizou da posição dos cientistas em dois rankings: o impacto do pesquisador ao longo da carreira e o impacto do pesquisador em um único ano, neste caso, 2019.

Em ambos rankings foram utilizados o número de artigos e as citações feitas sobre as pesquisas como método de avaliação dos pesquisadores. Sendo que, no primeiro caso, os cientistas foram classificados em 22 campos científicos e 176 subcampos e os dados ao longo da carreira foram atualizados até o final de 2019. Já o segundo ranking considerou dados apenas de 2019.

Mineiros na lista

Dos 100 mil cientistas mais influentes, 600 pesquisadores são de instituições brasileiras. Entre esses há 47 pesquisadores vinculados à universidades e instituições de pesquisas de Minas Gerais.

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apareceu 28 vezes no ranking que avalia o impacto do cientista ao longo da carreira. Quando são consideradas apenas as citações de 2019, a UFMG tem 39 pesquisadores entre os 100 mil mais influentes.

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) aparece na lista com quatro pesquisadores considerados como os mais influentes no mundo, considerando as suas carreiras. No ranking com citações apenas o ano de 2019, o número de participação da universidade aumenta para 8 pesquisadores.

Apareceram também na lista: Universidade Federal de Itajubá (Unifei),  Universidade Federal de Lavras (UFLA), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF),  Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Universidade Federal de Alfenas (Unifal), PUC Minas, Fiocruz Minas e Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Ciência de excelência  

 A participação de cientistas mineiros no ranking ressalta como o Minas Gerais, historicamente, ocupa um lugar importante da produção cientifica internacional. Segundo o professor Paulo Beirão, presidente da FAPEMIG, a excelência da ciência no Estado é essencial para a resolução de problemas da sociedade.

“Nós temos pessoas que contribuem muito para o avanço do conhecimento e do Estado. O importante é a gente saber usar esse capital intelectual. Todas nossas universidades e  institutos de pesquisa produzem ciência com um importante impacto, mas nem sempre isso é reparado. É preciso que a sociedade valorize a ciência e tecnologia como forma de enfrentar os seus desafios”, ressalta.

Um dos desafios citados por Beirão é a Covid-19, que escancarou a necessidade da ciência para o enfrentamento da doença em todo o mundo. No ranking, inclusive, pelo menos nove, dos 47 mineiros estão envolvidos com trabalhos ou pesquisas relacionadas ao novo coronavírus.

Confira a lista dos pesquisadores mineiros que apareceram no ranking:

UFMG

Jussara M. Almeida (Instituto de Ciências Exatas)

Virgilio Almeida (Instituto de Ciências Exatas)

Heloisa Beraldo (Instituto de Ciências Biológicas)

Francisco Cardoso (Faculdade de Medicina)

Egler Chiari (Instituto de Ciências Biológicas)

Virgina Ciminelli (Escola de Engenharia)

Anderson Dias (Instituto de Ciências Exatas)

Ronald Dickman (Instituto de Ciências Exatas)

Paula Cabral Eterovick* (Instituto de Ciências Biológicas)

Geraldo Wilson Fernandes (Instituto de Ciências Biológicas)

Teresa Cristina de Abreu Ferrari (Faculdade de Medicina)

Roberto B. Figueiredo (Escola de Engenharia)

Frédéric Frézard (Instituto de Ciências Biológicas)

Ado Jorio (Instituto de Ciências Exatas)

José Roberto Lambertucci (Faculdade de Medicina)

Herman Sander Mansur (Escola de Engenharia)

Gilberto Medeiros-Ribeiro (Instituto de Ciências Exatas)

Ary T. Oliveira-Filho (Instituto de Ciências Biológicas)

Sérgio Danilo Pena (Instituto de Ciências Biológicas)

Fernando M. Q. Pereira (Instituto de Ciências Exatas)

Antonio Eduardo Clark Peres (Escola de Engenharia)

Andy Petroianu (Faculdade de Medicina)

Marcos A. Pimenta (Instituto de Ciências Exatas)

Antonio Luiz P. Ribeiro (Faculdade de Medicina)

Renato de Lima Santos (Escola de Veterinária)

Robson A. Souza Santos (Instituto de Ciências Biológicas)

Brian V. Street** (Faculdade de Educação)

Mauro Martins Teixeira (Instituto de Ciências Biológicas)

Silverio Visacro (Escola de Engenharia)

UFU

André Nemésio Pereira (Instituto de Biologia)

Heraldo Luís de Vasconcelos (Instituto de Biologia)

Kleber Del-Claro (Instituto de Biologia)

Marcelo Ferreira Simão (Faculdade de Medicina)

Unifei

Antônio Carlos Zambroni de Souza (Instituto de Sistemas Elétricos e Energia)

Antônio Fernando Branco Costa (Instituto de Engenharia de Produção e Gestão)

Paulo Fernando Ribeiro (Instituto de Sistemas Elétricos e Energia)

UFLA

Rosane Freitas Schwan (Departamento de Biologia)

Daniel Furtado Ferreira (Departamento de Estatística)

Fatima Maria de Souza Moreira (Departamento de Ciência do Solo).

UFV

Cosme Damião Cruz (Departamento de Biologia Geral)

Fabio Murilo DaMatta (Departamento de Biologia Vegetal)

 UFJF

Ilya Shapiro (Departamento de Física)

UFVJM

Even Murad**** (Mineralogia e Espectroscopia)

UFTM

Aluízio Prata (Medicina)

UFSJ

Josefredo Rodriguez Pliego Júnior (Departamento de Ciências Naturais)

Unifal

Cláudio Viegas (Instituto de Química)

PUC Minas

Paula Cabral Eterovick* (Departamento de Ciências Biológicas)

Fiocruz Minas

Ricardo Gazzinelli (Grupo de Imunopatologia)

Funed

Michael Richardson

————–

*Paula Eterovick, graduada e doutora pela UFMG, hoje professora da PUC Minas, publicou trabalhos com grupos do ICB.

**Brian Street, vinculado ao King’s College, publicou em associação com pesquisadores da Faculdade de Educação, principalmente.

*** Atualmente pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz.

**** Professor alemão com participação em pesquisa na UFVJM

Conteúdo Relacionado