Você sabia que há vulcões fora da Terra? Sim, eles não só existem em outros planetas e astros, como podem estar em plena atividade.

Aprendi isso quando resolvi entrevistar a astrônoma e geocientista Rosaly Lopes, uma brasileira que trabalha na Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos.

Ela aparece no Guinness Book, o livro dos recordes, como a maior descobridora de vulcões do mundo – e, também, fora dele.

Só na lua do planeta Júpiter, chamada de Io, Rosaly descobriu 71 vulcões. Consegue imaginar como isso é possível?

A cientista acompanhava os dados enviados por um equipamento que usa raios infravermelhos para medir o calor das crateras vulcânicas. Os sinais eram transmitidos a uma nave espacial e, depois, à base onde a cientista trabalha, na Califórnia.

Nível de braveza

Rosaly também já esteve em muitos vulcões na Terra, localizados em todos os continentes. O primeiro foi o Monte Etna, na ilha da Sicília, que fica na Itália.

Ela me falou sobre a sensação de estar bem perto de um vulcão, e como faz para se proteger durante as expedições.

“Às vezes, é arriscado andar em vulcões. Os mais perigosos são aqueles onde há grandes explosões”, explica.

No Estado do Havaí, nos EUA, por exemplo, eles podem destruir casas, apesar de a corrente de lava não ser muito perigosa, já que a gente consegue sair de perto.

“Se a lava fluir devagar, a superfície forma uma crosta fria, e é possível até andar por cima. E veja que existe um rio de lava embaixo da terra! Às vezes, você nem sabe que caminha sobre um vulcão, numa superfície morna, que tem lava líquida e superquente por baixo”.

Proteção

Em geral, para se proteger, os cientistas põem botas bem fortes e um capacete, como aqueles usados em obras.

“Podemos usar, também, um capacete como o de motociclistas, mas sem pegar o rosto todo. Ele só nos protege das explosões com pedaços pequenos de lava. Caso seja preciso colher uma amostra, usamos roupas especiais. Mas isso é raro! Muitas vezes, a gente só precisa de uma luva refletora, que cobre o braço todo”.

Clique aqui para ouvir a entrevista completa com esta super cientista!

Faça seu próprio vulcão!