Outubro foi rosa, novembro é azul, dezembro será laranja, verde e vermelho.

Mas afinal, você já parou para pensar por que essas cores existem e o que representam?

Elas representam os meses de conscientização para algumas doenças, que a comunidade médica e os ONGs destacam, como forma de incentivar a busca por informação e a prevenção.

O mais famoso é o Outubro Rosa, criado há mais de 20 anos para alertar sobre o câncer de mama. No começo, eram distribuídas fitas rosas. Hoje, a causa cresceu no mundo inteiro e a lembrança está nos prédios, em ações de impacto como corridas e mutirões gratuitos.

Por sua vez, em novembro, duas doenças principais disputam a atenção: câncer de próstata e diabetes.

Novembro Azul

No Brasil, a campanha Novembro Azul, que alerta para o câncer de próstata foi criado em 2009 pelo Instituto Lado a Lado. 

“Nossa primeira campanha relacionada ao câncer de próstata foi batizada de Um Toque, Um Drible, em 2008”, afirma Marlene Oliveira, presidente do LAL.

O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens brasileiros, atrás apenas do câncer de pele. Anualmente, o país registra cerca de 68 mil novos casos e 13 mil mortes causadas pelo tumor. 

Falta de informação, preconceito e vergonha são algumas das razões que levam os homens a deixarem de lado procedimentos simples, rápidos, indolores e fundamentais para identificar a doença em estágio inicial.

O tratamento para quem identifica precocemente o câncer de próstata chega a índice de cura de até 90%, segundo Marlene Oliveira.

Cores, meses e saúde

Cores, meses e saúde