Quando pegamos um copo com a água do mar percebemos que ela é transparente. Mas se estamos na praia ou no barco, e olhamos para o mar, ele fica azulado ou esverdeado, certo? Isso é possível POR CONTA DA LUZ SOLAR!

Isso mesmo, a quantidade de luz solar que reflete nas partículas de areia e nos micro-organismos que estão flutuando na água, faz com que ela “mude de cor”.

 

Mar e céu, cada um com o seu tom de cor. Foto: Pixabay

Mar e céu, cada um com o seu tom de cor.
Foto: Pixabay

O AZUL DO CÉU CONTRIBUI COM A COR DO MAR? 

O mar até reflete, um pouco, a cor do céu, mas ele não é azul por isso, e sim porque a luz azul não é absorvida pela água. Lembra das partículas que estão flutuando? Elas absorvem todas as cores que o sol reflete, menos a cor azul.

Eneida Maria Eskinazi, professora do Departamento de Biologia da Universidade Federal de Ouro Preto, conta que “o azul profundo que vemos nas águas oceânicas é resultado da reflexão do comprimento de onda azul, que é o mais curto e visível aos nossos olhos”. Por outro lado, quando olhamos para o mar e ele está verde, isso é o resultado da presença de plantas. “Essas microalgas apresentam como pigmento predominante a clorofila, que tem a cor verde. Por isso a água apresenta esse tom”.

 

MAR E SUAS CORES DIFERENTES      

Dependendo da quantidade e do tipo de partículas que estão sob a água, o mar apresenta várias cores diferentes.

Mar Negro: localizado entre a Turquia e a Rússia, tem esse nome justamente por causa da presença de bactérias que dão origem a ácidos escuros, que interferem na reflexão da luz.

Mar Vermelho: localizado entre a Arábia e a África. As águas são ricas em ferro, o que deixa o mar com a cor avermelhada em alguns lugares. Pode ficar marrom em dias de chuva ou de tempestade, por causa dos ventos e das correntezas que carregam detritos e reviram o fundo, mexendo a areia e deixado mais grãos boiando.

 

O MAR É IMPORTANTE PARA NÓS!

Bolhas ao fundo do mar Foto: PixaBay

Bolhas ao fundo do mar
Foto: PixaBay

O mar, que são porções continentais de água salgada, têm a importância de controlar o clima na região, provocando chuvas, calor, ventos frios e etc. Em uma escala mundial, “como a água absorve muito calor, os oceanos são capazes de armazenar calor e assim manter um controle climático em escala global (70% do nosso planeta é ocupado por água)”, conta Eneida.

A professora também explicou que os organismos marinhos são muito importantes no sequestro do carbono (através da fotossíntese), contribuindo para reduzir a presença do gás carbono na atmosfera. Além disso, os oceanos participam ativamente do ciclo da água através da evaporação da água do mar, que depois é distribuída pela terra através das correntes atmosféricas.

 

 

 

Fontes: InstitutoPensi e EBC