Professores e alunos do curso de Engenharia Mecânica Aeronáutica da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), em parceria com o Grupo de Escoteiros da cidade, criaram um projeto de extensão para ensinar às crianças, adolescentes e jovens assuntos relacionados a especialidades aeronáuticas.

O projeto “O Mundo da Aeronáutica” leva para a garotada conhecimento sobre Aeromodelismo, Astronáutica, Astronomia, História Aeroespacial, Mecânica Aérea, Meteorologia, Navegação Aérea, Observação Aérea, Planador, Plastimodelismo, Radioamadorismo e Técnica Aeronáutica, fazendo uma introdução à ciência e tecnologia.

O primeiro encontro aconteceu há um mês, no campus da universidade. As crianças se envolveram em diversas atividades lúdicas e assistiram a palestras educativas sobre os conceitos da Mecânica Aérea.

Nos próximos encontros, que ocorrerão durante o ano de 2018, os participantes vão aprender botando a mão na massa. Estão programadas atividades para o próximo sábado e outras seis datas.

Foto: Divulgação/O Mundo Aeronáutica
« 1 de 9 »

Aprender fazendo

Segundo a coordenadora, Patrícia Alexandrino, os estudantes da Unifei apresentam os conhecimentos de aeronáutica para a criançada numa metodologia “aprender fazendo”.

“Elaboramos atividades nas quais elas vão aprendendo e entendendo, por exemplo, como um avião voa. Além disso, o projeto está indiretamente envolvido à atividade de pesquisa, pois os alunos Unifei irão construir um aeromodelo simples nos moldes das aeronaves das equipes de Aerodesign para ser usado nas atividades”

Participam estudantes de graduação de todos os períodos do curso. Então, um aluno recém-chegado na Unifei aprende com o projeto e com um veterano. “Acaba sendo um incentivo para que o aluno ingressante continue seus estudos e ajude a mantê-lo na universidade, já que um grande problema que muitos cursos enfrentam é a desistência de alunos nos períodos iniciais”, explica Patrícia Alexandrino.

O Mundo Aeronáutica ainda é fechado o público cadastrado no grupo de escoteiros de Itajubá, mas, no futuro, poderá estender a crianças e adolescentes, principalmente das escolas públicas.