No próximo sábado, 9 de junho, o Brasil celebra o Dia da Imunização. Você sabe o que isso significa?

Nas últimas décadas, o Brasil conseguiu erradicar doenças como a varíola, cujo último caso foi registrado em 1971, e a poliomielite, em 1989.

Esse resultado positivo é reflexo da imunização gratuita e em massa promovida desde 1973, quando foi criado o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Por meio dele, a população brasileira tem acesso a todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Dia Nacional da Imunização, comemorado no dia 9, é um lembrete da importância das vacinas e do apoio à saúde coletiva.

Esse é o Zé Gotinha, personagem criado em 1986 pelo artista plástico Darlan Rosa para a campanha de vacinação contra o vírus da poliomielite realizada pelo Ministério da Saúde do Brasil, com o objetivo de tornar as campanhas de vacinação mais atraentes para as crianças.

Esse é o Zé Gotinha, personagem criado em 1986 pelo artista plástico Darlan Rosa para a campanha de vacinação contra o vírus da poliomielite realizada pelo Ministério da Saúde do Brasil, com o objetivo de tornar as campanhas de vacinação mais atraentes para as crianças.

Importância das vacinas!

De acordo com o site da Sociedade Brasileira de Imunizações, as vacinas são o meio mais seguro e eficaz de nos protegermos contra certas doenças infecciosas.

As vacinas são obtidas a partir de partículas do próprio agente agressor, sempre na forma atenuada (enfraquecida) ou inativada (morta).

Quando nosso organismo é atacado por um vírus ou bactéria, nosso sistema imunológico — de defesa — dispara uma reação em cadeia, com o objetivo de frear a ação desses agentes estranhos. Infelizmente, nem sempre essa ‘operação’ é bem-sucedida e, quando isso ocorre, ficamos doentes.

O que as vacinas fazem é ‘fingir’ que são esses agentes infecciosos para estimular nossas defesas, por meio de anticorpos específicos contra o ‘inimigo’.

Assim, elas ensinam o nosso organismo a se defender de forma eficaz. Aí, quando o ataque de verdade acontece, a defesa é reativada pela memória do sistema imunológico.

É isso que vai fazer com que a ação inimiga seja muito limitada ou, como acontece na maioria das vezes, totalmente eliminada, antes que a doença se instale.

Mitos e verdades

Clique na imagem abaixo e leia as explicações sobre os mitos relacionados às vacinas:

mitos_sobre_vacinas

Quer saber mais?

Clique aqui e faça o download do livro da Sociedade Brasileira de Imunizações sobre o tema.