As tintas podem ser líquidas, viscosas, sólidas ou em pó. Elas são usadas para proteger e colorir tudo que você imaginar. Há mais de 5 mil anos nós, seres humanos, utilizamos tintas naturais. A criação do elemento colorido veio a partir dos egípcios, ou dos chineses, que misturaram raiz de açafrão, cúrcuma e índigo (extraído da planta Indigofera tinctoria, de coloração azul). Eles descobriram, então, os corantes naturais. Mas, no final de 1700, os italianos começaram a substituir os corantes naturais por produtos químicos.

Os corantes naturais

A grande diferença entre uma tinta natural e uma comprada é a composições. As naturais são feitas com partes de flores e plantas inteiras, cascas, raízes, frutas insetos, nozes, pétalas, folhas, terra, entre outros. A natureza é capaz de fornecer mais de 1000 cores que podem ser usadas para tingir tecidos, couro, papel, alimentos e maquiagens.

Mas, com o surgimento do corante sintético, em 1856, descoberto pela indústria química, os corantes naturais perderam espaço. Desde então, milhares de cores são criadas dentro dos laboratórios para serem usadas em todas as áreas.

Elementos naturais

Elementos naturais -Foto: Luiza Boareto/Minas Faz Ciência

Produzindo o pigmento natural

Para produzir a sua própria tinta natural é simples. É só misturar água, cola branca e o ingrediente natural da cor que deseja.

Material necessário:

– 100 mililitros de cola branca
– 25 gramas de cada um dos pigmentos naturais: açafrão, terra, pó de café e urucum
– 100 mililitros de água
– 4 potes plásticos
– 4 recipientes
– 1 colher

Como fazer

1° juntar os ingredientes:

Em um recipiente, coloque 25 mililitros de cola branca, a mesma medida de água e 12,5 gramas (ou uma colher de sopa bem cheia) de urucum. Para conseguir tons mais escuros ou mais claros, ponha mais ou menos corante.

2º pronto para usar:

Misture tudo com a colher e coloque em um potinho para uso. Esse tipo de tinta é solúvel em água. Por isso, use de preferência em papéis, tecidos ou outras superfícies que não serão lavadas ou expostas à chuva.

Para ter cores mais vivas e fugir dos tons terrosos, próprios dos pigmentos naturais, use corantes alimentícios. Esses ingredientes são vendidos em lojas que comercializam materiais para fabricação de chocolate

Receita retirada do site: https://novaescola.org.br/conteudo/1286/a-tinta-que-vem-da-natureza