Para as mulheres vítimas de violência doméstica, um dos caminhos mais importantes para receber apoio e sair dessa situação são as redes sociais de acolhimento. Essas estruturas foram tema da pesquisa de doutorado da UFMG da enfermeira e professora Walquiria Jesusmara dos Santos. O objetivo do estudo foi conhecer as vivências das mulheres em situação de violência praticada por parceiros e avaliar as redes sociais pela ótica dessas mulheres.

A pesquisadora estudou um centro de referencia na atenção a mulher na situação de violência vinculado à prefeitura de Belo Horizonte. Foram entrevistadas 29 mulheres que sofreram pelo menos um episódio de violência doméstica. As participantes tinham entre 20 e 62 anos de idade, com predomínio da faixa de 30 a 49 anos.

Desarticulação na rede de atendimento às vítimas de violência doméstica

O entendimento sobre a violência doméstica no estudo, mostra que é um fenômeno multidimensional e, apesar de haverem potencialidades nos serviços de atendimento às mulheres, Walquiria dos Santos encontrou desarticulação na rede. Confira, no Ondas da Ciência!