Em tempos de tensão política – e de acalorados confrontos sobre os rumos da nação –, esta obra de Leonardo Avritzer, professor do departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pode se revelar bastante elucidativa acerca dos impasses da democracia no Brasil.

Com base em extensas investigações, o pesquisador busca mostrar “como o país chegou ao atual momento de crise de desenvolvimento e de retrocesso da cultura democrática”.  O autor trabalha a elucidação de fatores como “a forma de fazer política; os limites da participação popular; os paradoxos do combate à corrupção; as consequências de status e de reordenamento social provocadas pela queda da desigualdade” e “o novo papel do Poder Judiciário”.

Em cinco capítulos, Avritzer analisa questões como “A democracia e os custos do presidencialismo de coalização” e “Os limites e a segmentação da participação social (1990-2013)”. Além disso, apresenta pesquisa específica sobre as manifestações de junho de 2013 e problematiza a relação entre a democracia, a corrupção e a classe média. No texto de conclusão, o professor discute saídas para o tumultuado impasse político nacional.

Leia um trecho:

“Temos uma situação que classifico de impasses da democracia no Brasil. Por impasse, entendo uma crise de crescimento e de evolução da cultura democrática no país. Se, de um lado, todos os indicadores da prática democrática são positivos, de outro parece existir um incômodo em relação à democracia, que não chega a ser um mal-estar e está relacionado a diversos indicadores: aumento das expectativas da população em relação ao governo que não se traduziram em melhor performance ou em piora de indicadores de mídia em relação ao governo, como ocorre em todas as democracias do mundo”.

Ficha técnica:

Livro: Impasses da democracia no Brasil
Autor: Leonardo Avritzer
Editora: Civilização Brasileira
Páginas: 155
Ano: 2016