No dia 5 de maio, aconteceu a final do FameLab 2017, no Museu do Amanhã, Rio de Janeiro. A competição trabalha a comunicação da ciência, e tem como objetivos promover a aproximação entre cientistas e público, além de incentivar o desenvolvimento da comunicação entre pesquisadores.

Sem o auxílio de recursos eletrônicos, pesquisadores tiveram três minutos para apresentar algum conceito científico ao público. O vencedor foi Felipe Lima da Costa, bolsista da Fapema, do Maranhão, e aluno do programa de pós-graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Agora, Felipe Lima vai representar o Brasil no FameLab International, marcado para os dias 6 a 11 de junho, na Inglaterra.

Lívia Sperandio Caetano, aluna do programa de pós-graduação em Ecologia de Ecossistemas da Universidade Vila Velha, foi vencedora na categoria Voto Popular. Nesse Ondas da Ciência, fique por dentro do que aconteceu no FameLab 2017!

FameLab

Em sua segunda edição no Brasil, o FameLab foi lançado em 2004 pelo Festival de Ciência de Cheltenham, na Inglaterra. O Famelab Brasil foi realizado pelo British Council em parceria com o CNPq, a Confap, a Fapesp e o Museu do Amanhã.

A competição foi aberta a bolsistas de Mestrado, Doutorado, Doutorado Direto e Pós-Doutorado, com bolsa vigente até o dia 30 de junho de 2017 ou data posterior, nas áreas de Ciências da Vida ou Ciências Exatas e Engenharias, fluentes em Português e Inglês, das seguintes agências: CNPq, Fapesp, Fapeg, Fapema, Fapemig, Fapes Fapesc, Fapitec, Fapt e Fundação Araucária.

*Na imagem, Felipe Lima da Costa/Divulgação