A leishmaniose visceral é uma doença que acomete homens e cães em muitas partes do mundo, como China, Oriente Médio, Sul da Europa e América do Sul, sendo o Brasil um desses lugares com registro da doença. Sua manifestação é mais comum em zonas rurais, embora as ocorrências em zonas urbanas também se mostre crescente nos últimos anos.

Em território nacional, o estado de Minas Gerais não fica de fora dos números que preocupam as autoridades em saúde, constando hoje como o terceiro estado com o maior número de incidências do problema segundo o último levantamento realizado pelo Ministério da Saúde no ano de 2015.

 

A contaminação ocorre em decorrência da transmissão do protozoário leishmânia, transmitido pela picada de insetos infectados. No Brasil, o principal transmissor é o mosquito popularmente conhecido como mosquito palha. É uma doença sistêmica, e tem como principais sintomas a febre de longa duração, perda de peso, diminuição da força muscular e anemia. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos segundo informações do Ministério da Saúde.

Diante dessa realidade, mecanismos que sejam precisos no diagnóstico do problema são fundamentais. Na busca de uma solução mais eficiente para o quadro atual, pesquisadores do Núcleo de Pesquisas em Ciências biológicas da Universidade Federal de Ouro Preto  em trabalho conjunto com outras Universidades do estado desenvolveram o kit ‘batizado’ como Leish Flow, capaz de detectar com maior eficiência e precisão os casos da doença.

Entre os parceiros estão a Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal de Lavras, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Universidade Federal de Juiz de Fora e o Centro de Pesquisas René Rachou – FIOCRUZ/MG, além de Centros de pesquisa dos estados da Bahia e do Espírito Santo.

A equipe Minas Faz Ciência conversou com dois pesquisadores da UFOP que atuaram diretamente na formulação do kit e traz mais detalhes sobre o projeto:

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=X3uvfYvpn1k[/embedyt]