Hoje a gente inaugura aqui no Minas Faz Ciência uma nova seção, a coluna de resenhas e dicas de livros sobre ciência assinada pelo editor da revista, Maurício Guilherme Silva Jr.
Acompanhe todas as postagens na categoria Ciência na Estante!

As (mil) razões da moral

Certas obras revelam-se polêmicas devido à profusão de verdades absolutas (leia-se: “máximas construídas sob a luz da retórica”) acerca da vida, do tempo, dos homens. Bem diferentes são as publicações cuja capacidade de polemizar nasce do talento do autor em retirar os leitores de suas muitas zonas de conforto. Com bastante facilidade, é possível enquadrar, nesta (fértil) categoria, este importante livro de Sam Harris, filósofo norte-americano com doutorado em Neurociência.

Por meio de escrita provocante, saborosa e informativa, o crítico – hoje um dos principais expoentes do chamado “Novo Ateísmo” – recorre à ciência para revelar o quanto há de “cerebral” nas ações morais do homem. No livro, o autor busca demolir, com o auxílio de exemplos os mais diversos, os muros a distanciar fatos científicos de valores humanos. No que tange às entidades metafísicas, deseja mostrar o quão desnecessário seria a presença de um “deus” a traçar definições sobre, por exemplo, o “bem” e o “mal”.

Leia um trecho:

“É claro que vamos ter de encarar aqui algumas velhas divergências sobre a própria existência de algo como uma verdade moral: as pessoas que extraem da religião sua visão de mundo geralmente acreditam que verdades morais existam, mas só porque Deus as coseu no próprio tecido da realidade; as pessoas que não partilham dessa fé tendem a achar que as noções de ‘bem’ e ‘mal’ devem ser produtos de pressão evolutiva e intervenção cultural. No primeiro caso, falar de ‘verdade moral’ significa, necessariamente, invocar Deus; no segundo, trata-se apenas de dar voz a nossos instintos primatas, nossos vieses culturais e nossa confusão filosófica.”

Ficha técnica:

Livro: A paisagem moral: como a ciência pode determinar os valores humanos

Autor: Sam Harris

Tradução: Claudio Angelo

Editora: Companhia das Letras

Título original: The moral landscape: how science can determine human values

Páginas: 154

Ano: 2013