Uma cadeira de rodas, que pode ser controlada por pequenos movimentos da face, e um simulador, para treinamento de cadeirantes em ambiente virtual, está sendo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). O objetivo é tornar disponível uma ferramenta para proporcionar autonomia às pessoas com deficiência que não podem operar um joystick – presente nas cadeiras de rodas motorizadas disponíveis no mercado atual.

Com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), o projeto ViEW-EMG: cadeira de rodas virtual controlada por músculos da face busca aprimorar uma tecnologia assistiva para proporcionar mais qualidade de vida. Sendo que, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas declaram ter dificuldade de locomoção, representando 7% da população brasileira, segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o coordenador da proposta, Eduardo Lázaro Martins Naves, por ser uma estratégia não convencional, colocar alguém na cadeira de rodas para usar o dispositivo de controle na rua pode oferecer risco, por isso o simulador é importante na adaptação até a pessoa estar pronta para a situação real.

Atualmente, o projeto está em fase de protótipo e seis pessoas estão sendo acompanhadas e testando a ferramenta. A próxima etapa da equipe é migrar esse controle facial, de um computador para dispositivos mais modernos, como tablets, para ser mais portável e se difundir com mais facilidade.

Entenda como funciona

A cadeira de rodas motorizada é controlada por joystick. Para habilitar o controle por meio de sinais faciais, os pesquisadores precisaram entender o acionamento dos motores por meio dos comandos enviados pelo joystick para depois ser possível recriar o mesmo controle por meio do circuito eletrônico que recebe o sinal a partir de eletrodos colocados na face.

Quando a pessoa faz uma contração voluntária, o sistema tem as opções de comandos básicos para ir à direita, à esquerda, para frente e para trás, usando o recurso de um notebook acoplado a cadeira.