3º Fala Ciência terá workshops para pesquisadores e divulgadores

Por Vivian Teixeira

Como parte das atividades da Rede Mineira de Divulgação Científica (RMCC), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) sedia, no dia 24 de novembro, das 9h às 18h, o 3º Fala Ciência – que nesta edição apresentará workshopsvoltados a pesquisadores e a divulgadores da ciência.

Após as duas primeiras edições do curso Fala Ciência, verificou-se grande necessidade de desenvolver atividades práticas voltadas à divulgação da ciência, tecnologia e inovação. A ideia desta edição é qualificar cientistas, comunicadores e profissionais que trabalham com a Comunicação da CT&I para lidarem com ferramentas que facilitem a disseminação desses conteúdos

O primeiro momento do encontro será composto pela conferência do físico e divulgador da ciência Ildeu de Castro Moreira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que vai abordar os desafios e perspectivas da divulgação científica nacional. Em seguida, o pesquisador Sérgio Dias Cirino da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) vai apresentar a política de periódicos de Minas Gerais. Após as exposições haverá tempo para debate com o público.

Os workshops acontecerão no período da tarde. Alguns foram pensados para pesquisadores e outros para divulgadores da ciência, mas todos serão abertos a qualquer público. As inscrições são limitadas de acordo com a capacidade para cada temática.

Confira a programação e inscreva-se.

Manhã

9h: Abertura – Coordenação da Rede Mineira de Comunicação Científica.

9h15: Conferência com Prof. Ildeu de Castro Moreira (UFRJ) – Avaliação, desafios e perspectivas para divulgação científica nacional.

10h15: Apresentação da Política de Periódicos de Minas Gerais – Prof. Sérgio Dias Cirino (UFMG)

10h30: Debate

11h30 – Intervalo para Almoço

Tarde

Das 13h30 às 17h30 – Workshops

(Planejados para pesquisadores, mas abertos a qualquer público)

1- Como falar sobre sua pesquisa para públicos não especializados – A divulgação em perspectiva transmídia – Tacyana Arce (Diretora-adjunta de Divulgação e Comunicação -UFMG) – (15 vagas)

2- Como transformar o conteúdo científico em brincadeira – Evandro Ferreira Passos (Instituto Mão na Massa/Parques da Ciência) – (15 vagas).

(Planejados para divulgadores, mas abertos a qualquer público)

3- Gamefixe – Nesse workshop os participantes terão contato com a Gamification a partir de uma abordagem disruptiva, buscando aplicações práticas de conceitos e abordagens gamificadas, forjando um senso crítico poderoso e criativo. Espera-se que os participantes sejam capazes de aplicar o conhecimento da Gamificação em praticamente qualquer cenário de atuação, especialmente no âmbito da ciência. (15 vagas)

4- Introdução aos Métodos Digitais de Pesquisa e sua ligação com o campo STS (Science and Technologies Studies) – Carlos d’Andréa (Núcleo de Pesquisa em Conexões Intermidiáticas (NucCon – UFMG). (15 vagas)

5- Pesquisa de soluções para a camada física de redes 5G. Workshop destinado  interessados nas tendências para as futuras redes de comunicação móvel celular – Leonardo Luciano de Almeida Maia (Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel). (50 vagas)

Facilitadores

Carlos D’Andrea

Professor do Departamento de Comunicação e do PPGCOM/UFMG. Doutor em Estudos Linguísticos (Poslin/UFMG), mestre em Ciência da Informação (ECI/UFMG) e graduado em Comunicação Social/Jornalismo (UFMG). Pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Conexões Intermidiáticas (NucCon). Vice-coordenador do GT Comunicação e Cibercultura da Compós (2016-2017). Temáticas de interesse: Jornalismo contemporâneo; Redes sociais online; Teoria Ator-Rede; Complexidade; Métodos digitais de pesquisa; Coleta, processamento e visualização de dados; Controvérsias.
Evandro Ferreira Passos

O físico Evandro Ferreira Passos é coordenador do Parque da Ciência na Universidade Federal de Viçosa (UFV/MG), contou um pouco de sua experiência à frente do projeto piloto do ABC Mão na Massa em Minas Gerais, desenvolvido em Nova Viçosa e Posses, que produziu diversos kits de atividades e aplicou a metodologia em escolas pobres, para as quais o material se adequou perfeitamente. Em 2008, a Secretaria de Estado de Educação propôs a implantação do Programa, através do treinamento de 1.250 professores de 1º ao 5º ano. Em 2010, em torno de 1600 professores dentre os 2900 que participaram em 2008 e 2009 retornaram a Viçosa para o Módulo 2. Foram mais 80hs de oficinas presenciais sobre os mesmos temas, mas com novos materiais. Para Evandro Passos, um sucesso e uma grande realização. “Conseguimos crescer em escala sem perder a qualidade. Esse é o grande desafio”, concluiu o professor.
Ildeu Castro

Doutor em física pela UFRJ, é professor do Instituto de Física e do programa de pós-graduação em história das ciências da UFRJ. Foi editor científico da revista Ciência Hoje (1988/96) e membro de comitês editoriais de diversas revistas científicas e de divulgação. Coordenou a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2004 a 2012. Foi Diretor do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia do MCTI (2004-2013). Foi membro do Conselho da SBPC (2011-2015) e do Conselho Superior da CAPES. Em 2014, recebeu a condecoração Menção Honrosa Rio Negro do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (IMPA) e o Prêmio Mercosul de CT – Integração de 2014 (com equipe). Recebeu o Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica do CNPq em 2013.

Luciano de Almeida Maia

Pós-graduado em Redes e Sistemas de Telecomunicações pelo Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL (2011) e graduado em Engenharia Elétrica modalidade Eletrônica (Especificidade em Telecomunicações) pelo mesmo instituto (2000). Também, formou-se como Técnico em Eletrônica pela Escola Técnica de Eletrônica “Francisco Moreira da Costa” (1994). Atualmente é aluno do curso de mestrado do INATEL, onde realiza pesquisas com foco em comunicações sem fio. Possui 15 anos de experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Telecomunicações tendo ministrado vários cursos sobre projetos de antenas, propagação das ondas eletromagnéticas, sistemas de rádio digital (UHF, SHF e EHF), planejamento de redes de rádio digital, comunicações via satélite e VSAT, redes de telecomunicações dentre outros; para várias operadoras de telecomunicações no Brasil e exterior além de outras empresas como Petrobrás, Banco do Brasil, Vale e etc. Trabalha também como gerente de projetos e consultor na área de telecomunicações no Brasil e exterior.

Ronaldo Gazel

É especialista em gamificação e tecnologias emergentes na Founders, planejando e prototipando experiências interativas e novos modelos de interface para realidade mista e outras plataformas comunicacionais. Como produtor de jogos e aplicativos já atendeu a alguns dos maiores players do mercado nacional (B2B) tais como Cartoon Network, Fiat, ArcelorMittal, Hyundai, Ford, dentre outros.

Sérgio Cirino

Graduado em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre e doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP).. Bolsista do Programa Pesquisador Mineiro da FAPEMIG desde 2010. Professor associado no Departamento de Psicologia da UFMG onde orienta alunos de mestrado e doutorado. Coordenador da Política de Periódicos e do Portal de Periódicos da UFMG. Líder do Laboratório de Pesquisa e Ensino em História da Psicologia da UFMG (Grupo de pesquisa certificado pelo CNPq). Membro da equipe coordenadora do curso de Pedagogia a distância da da Faculdade de Educação da UFMG. Membro da Comissão assessora do Museo de Historia de la Psicología de San Luis (Argentina).

Tacyana Arce

Diretora-adjunta da Diretoria de Comunicação e Divulgação da UFMG, é doutoranda em Comunicação Social na Universidade Federal de Minas Gerais (2013/2017), onde também tornou-se mestre em Ciência da Informação (2006). Graduada em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1995), é professora assistente do Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH). Desenvolve pesquisas sobre conexões em rede, conexões intermediáticas, metodologia de pesquisa em rede, novas mídias e convergência, multi e transmidialidade, rotinas de produção jornalística, jornalismo público, radiojornalismo, e jornalismo e educação. No período de setembro/2014 a março/2015 foi pesquisadora visitante no Médialab/SciencesPo (Paris).

Fonte: Site da Fapemig

Compartilhe nas redes sociais
0Shares

Um comentário em “3º Fala Ciência terá workshops para pesquisadores e divulgadores

  • 5 de dezembro de 2016 em 05:57
    Permalink

    Qual a frequência do evento? Ele é anual?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *