Google Trends é a ferramenta do Google, que mostra os termos mais populares buscados na web em determinado período de tempo ou lugar.

A plataforma expõe gráficos com a frequência com que uma palavra foi ou tem sido procurada em várias regiões do mundo, e distintos idiomas.

Disponível em 28 países, inclusive Brasil, o site permite também comparar a quantidade de buscas entre dois ou mais eventos.

As notícias relacionadas aos termos buscados são projetadas em um gráfico, esclarecendo possíveis motivos para aumento ou diminuição do volume de buscas.

Segundo dados da própria empresa, mensalmente são realizadas mais de 100 bilhões de consultas em sua plataforma.

Em 2015, Google Trends ajudou a registrar parte da história do mundo.

Neste período, no Brasil, os temas mais pesquisados foram:

  • Operação Lava Jato, com mais de 52 milhões de pesquisas
  • Crise fiscal, mais de 18 milhões de vezes
  • Desastre de Mariana em terceiro lugar.

Google e a ciência

Anualmente, Google realiza o evento Google Science Fair, no qual estudantes de todo o mundo podem submeter seus projetos, em qualquer área, entre fevereiro e maio.

Para promover a Feira, a empresa colocou em destaque na pagina do Google Trends gráfico com o volume de buscas realizadas sobre as disciplinas ciências, tecnologia, engenharia e matemática no período de 2004 a 2016.

O resultado foi este

Screenshot 2016-05-15 17.27.35

 

Repetimos a pesquisa, com utilização do  Google Trends Brasil. Enquanto no mundo a busca maior foi pela Matemática, por aqui, Engenharia encabeça a lista, seguida por Matemática, Tecnologia e Ciências.

Screenshot 2016-05-15 17.47.06

Pesquisas acadêmicas

Em 2014, o professor Felipe Trevisan, da Escola de Comunicação da American University publicou o paper Google Trends as a Research Method, no qual afirma que

“nos últimos anos, número cada vez maior de pesquisadores incluíram Google Trends em seus trabalhos.”

Entretanto, para Trevisan, a incorporação de mecanismos de busca nas pesquisas ainda necessita debate crítico e incentivo. Ele sugere a integração deste métodos com outras formas tradicionais de coleta de dados.

Enquanto pesquisa acadêmica, Google Trends ainda é um método de pesquisa pouco referenciado no Brasil.

Para popularizar seu uso, inclusive como ferramenta de trabalho para jornalistas, Google disponibilizou um mini-curso disponível aqui.