12963836_1006207582760213_7120244822373416279_nFoto: Hugo Calazans

Formar lideranças por meio do ensino colaborativo e baseado em projetos. Este é o propósito da  Kaospilot, renomada escola internacional de empreendedorismo, criatividade e inovação social localizada na cidade de Aarhus, no interior da Dinamarca.

Fundada em 1991, propõe mesclar conceitos de negócios com design para fazer com que esses estudantes se tornem “pilotos do caos”, embaixadores da cooperação e da inovação na educação.

A formação, de três anos, não reconhecida formalmente pelo governo dinamarquês, enfatiza como pilares: desenho e gestão de projetos criativos; desenho e liderança de processos criativos; desenho e criação de novos negócios. A cada ano, formam-se 35 novos pilotos do caos. Em 2009, formou-se o primeiro brasileiro, Henrique Vedana.

Em Beagá

Entre os dias 7 e 9 de abril, a Manifesto 55, com colaboração da Perestroika – Escola de Atividades Criativas promoveu, em Belo Horizonte, com a facilitação de Vedana, a Kaospilot MasterclassArte & Métodos para Criar e Facilitar Espaços de Aprendizagem.

O curso teve como objetivo formar participantes em ensino e aprendizagem experiencial, e na arte de facilitar e preparar processos, estratégias e espaços de aprendizagem.

Os 25 participantes conheceram a ‘pedagogia baseada em oportunidades’ e o modelo de competências da Kaospilot, metodologias desenvolvidas ao longo de mais de 20 anos.

Vedana destaca a construção coletiva como agente de mudança nas escolas, nas profissões e também na pesquisa científica.

Saiba mais: