Pesquisadores da UFMG lançam livro sobre protestos de junho de 2013

conv_20140715160325No próximo sábado, 2 de agosto, pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) lançam o livro Ruas e Redes: Dinâmicas dos ProtestosBR, organizado pela professora Regina Helena Alves Silva. O evento será realizado no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Belo Horizonte, localizado na Praça da Liberdade.

A obra, publicada pela Editora Autêntica, tem 192 páginas e traz seis artigos sobre os protestos que eclodiram no país em junho de 2013. Os 12 pesquisadores que assinam os artigos são: Regina Helena Alves Silva, Paula Ziviani, Carlos D´Andréa, Joana Ziller, Geane Alzamora, Tacyana Arce, Raquel Utsch, Sônia Caldas Pessoa, João Marcos Veiga, Inês Correia Guedes, Amanda Chevtchouk Jurno e Gabriel Mascarenhas Ribeiro de Paula.

Você pode ler a apresentação assinada por Regina Helena Alves Silva e Paula Ziviani experimentando o livro aqui.

A contracapa é assinada por Livia de Tommasi, da Universidade Federal Fluminense (UFF):

“As conexões inéditas entre as ruas e as redes sociais, a amplificação e instantaneidade das comunicações, a circulação das imagens e das ideias que o uso da internet torna possível produzem um espaço político multifacetado que não se deixa facilmente capturar”.

 O professor Carlos Fortuna, da Universidade de Coimbra, escreveu a orelha do livro:

“Este é um livro acerca dos usos dos espaços urbanos situados entre os edifícios das cidades e ao redor deles. Parece estranho anunciá-lo deste modo. Como se não fosse esse o lugar onde a ação política mais e melhor se expressa. Contudo, muitas das narrativas sobre o político surgem silenciadas ou invisibilizadas pelos quadros teóricos e analíticos que usamos correntemente para compreender/descrever a realidade política urbana. Este Ruas e Redes trata de ruas, praças e boulevards de insurreição e rebeldia. Tudo recente… tudo incandescente. Começou há pouco, em Tiananmen. Varreu Sintagma, fez explodir Tahrir, revelou-se na Plaza del Sol… Em seguida passou o Atlântico e fala português. Os espaços públicos urbanos tornados tecnologia política que suporta dinâmicas de protesto social é a narrativa contida nas instigantes sete peças que compõem um livro que se lê de um fôlego”.

Sobre Regina Helena Alves da Silva (organizadora): Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais –UFMG (1980), graduação em História pela UFMG (1982), mestrado em Ciência Política pela UFMG (1991) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1997). Pós-doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia (2009) e pós-doutora em Cidades e Culturas Urbanas pelo Centro de Estudos Sociais (CES), da Universidade de Coimbra. É Professora Associada IV da UFMG e atua nos Programas de Pós-Graduação em História e em Comunicação Social. Coordenadora do Centro de Convergências de Novas Mídias (CCNM/UFMG) e integrante do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para a Web (INWEB). Atualmente coordena os projetos de pesquisa Re-encontrar o público nas praças da cidade: novas formas de apropriação no espaço urbano em transformação na Belo Horizonte do século XXI, Metodologias de conexão em rede: arquiteturas comunicacionais reticulares on-line e off-line, e Arquiteturas comunicacionais do espaço público: redes sociais na web (CNPq/Fapemig).

Compartilhe nas redes sociais
0Shares
Tags: , , , , , , ,

Verônica Soares

Jornalista e curiosa! Gosto de ler e estudar sobre comunicação, história e ciências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *