Pizza sem culpa

Onipresente em diferentes formas nas mesas, a gastronomia italiana chegou ao Brasil trazida pelos imigrantes por volta do século XIX. São pastas, brusquetas, carnes e pizzas, entre outras iguarias, recheadas com diversos tipos de molhos, como o pesto genovês, ao sugo ou napolitano. Com uma culinária extensa, a tradição da comida feita por mamas e nonnas aparece no universo gastronômico com alto teor calórico, se tornando, às vezes, dispensável para quem busca uma alimentação saudável ou procura manter a boa forma.

Para aquelas pessoas que desejam ter uma dieta de baixa caloria e não querem abrir mão de pizzas e lasanhas, a indústria alimentícia Health Foods, localizada no município de Coimbra, na Zona da Mata mineira, começou a produzir, no ano passado, massas com menor teor de gordura. O sucesso foi imediato: a empresa atende cerca de três mil pedidos de alimentos desse tipo por dia.

O projeto, batizado de Amazing Foods, foi desenvolvido com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Foi investido R$ 1,3 milhão, sendo mais da metade com recursos do Pró-Inovação, linha de crédito para projetos de inovação. Para aquisição de máquinas e equipamentos, o repasse dos recursos foi feito pelo BNDES.

A iniciativa do projeto aconteceu após o sócio da empresa Sebastião Brandão se dedicar a pesquisas durante 30 anos para produção de queijo, muçarela e requeijão com baixo teor de gordura. Os produtos do Amazing Foods estão sendo produzidos na linha zero, com menos de 0,5% de gordura, e na linha slim, com 1%. Eles terão entre 25% a 50% menos calorias, mesmo comparadas aos alimentos diet e light.

Com fórmulas exclusivas, as pizzas e lasanhas produzidas não perderam o sabor tradicional e, além do baixo teor de calorias e colesterol, elas ainda levam na composição as vitaminas A, D, E e cálcio. Desde agosto, os produtos já estão sendo comercializados em empórios, padarias e supermercados de todo o país. Com a inovação, já é possível incluir as duas receitas da culinária italiana no cardápio, sem medo de ganhar o temido peso e ainda conseguir equilibrar uma boa alimentação com o prazer de comer.

Compartilhe nas redes sociais
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *