O uso de bebidas alcoólicas como algo ligado à comemoração e à felicidade faz parte, não só da cultura brasileira, mas da de vários povos da Terra. Mas quando o que era pra ser ‘só alegria’ gera algum tipo de prejuízo para a pessoa, seus familiares, amigos, ou no trabalho, pode ser alcoolismo.

Ilustração cedida por                     © Dawn Hudson | Dreamstime.com

Alcoolismo é quando uma pessoa passa a ter dependência do álcool para se sentir bem. Os malefícios ao organismo, assim como suas implicações psicológicas e sociais variam de pessoa para pessoa, mas quando se trata de terceira idade, suas consequências são, inclusive, ainda menos conhecidas e estudadas.

Considerando isso, e também a importância da intervenção dos profissionais de saúde para a redução das taxas e prevenção do problema, um estudo qualitativo foi desenvolvido com 25 pacientes e com os profissionais de saúde que os atendiam no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em Minas Gerais.

Os pesquisadores da UFU, com apoio da FAPEMIG, queriam descobrir como os idosos alcoolistas avaliam as consequências do álcool sobre suas vidas e também buscou verificar junto aos profissionais de saúde o que dificulta o diagnóstico do alcoolismo em idosos, os encaminhamentos dados por esses profissionais e o que eles pensam em relação ao alcoolismo na velhice.

Nesse Ondas da Ciência #33, quem conversa conosco é a coordenadora da pesquisa, a psicóloga, gerontóloga e professora aposentada da Universidade Federal de Uberlândia, Sueli Aparecida Freire.

Trilha sonora: Ben Liebrand_minimix “Weekend Lady Class Action vs Modjo.mp3”