Comissão do Futuro inicia raio X da ciência brasileira

São convidados professores, estudantes, pesquisadores e técnicos, com vínculo com entidade de ensino ou pesquisa

Você já sabia que o Brasil tem uma “Comissão do Futuro da Ciencia Brasileira”?

É, a CFCB é um órgão consultivo do Ministério da Ciência e Tecnologia e que deverá fazer um diagnóstico detalhado, nos próximos seis meses, da atual situação da ciência básica e aplicada no país.

Segundo a entidade, com apenas um mês de funcionamento, seu site, construído na forma de uma espécie de rede social científica, já conta com mais de 3000 membros registrados e 142 grupos de discussão.

Agora, em segunda fase, para atingir seus objetivos a estratégia da entidade envolve a criação de subcomitês locais da comissão do futuro.

Quem afirma é seu coordenador, o pesquisador Miguel Nicolelis: “inicialmente serão apenas cinco subcomitês”, piloto, “nos quais serão estabelecidos os procedimentos e logística da rede de subcomitês da comissão do futuro”.

São duas maneiras de participar: cadastrando-se como voluntário ou organizando um subcomitê local em universidade, instituto de pesquisa – público ou privado, ou empresa.

O trabalho desses grupos será o de analisar em detalhes a instituição que representarem, levando em conta diretrizes compostas por seis itens.

Para cadastrar um subcomitê é preciso um grupo de cinco membros associados formalmente com a instituição (professores, alunos, pesquisadores, técnicos), onde, pelo menos um dos membros seja pesquisador com doutorado na sua área de atuação.

“Os voluntários, por vez, serão orientados sobre como organizar um subcomitê em sua instituição, ou apresentados, caso já exista um formado, ao grupo existente”, declara Nicolelis.

Para mais informações, acesse a página da Comissão do Futuro

Compartilhe nas redes sociais
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *