O  Ministério da Ciência e Tecnologia, em parceria com a empresa Alcântara Cyclone Space e a Agência Estatal Espacial da Ucrânia, lançará até dezembro de 2012 o primeiro foguete brasileiro-ucraniano, o Cyclone 4. O cronograma especificando os recursos necessários para o desenvolvimento do projeto deve ser apresentado ao Ministério entre até junho deste ano. O trabalho em conjunto significa para o Brasil aprendizado da tecnologia, o que envolve a construção de foguetes. Já para Ucrânia, a utilização da base de lançamento de Alcântara, no Maranhão, que apresenta vantagens como a proximidade da linha do Equador, o que diminui os custos de lançamento até a órbita. Até o momento os países investiram juntos US$ 170 milhões. O ministro Aloízio Mercadante garantiu que a parceria não ficará apenas no lançamento espacial. “A Ucrânia tem conhecimentos também na construção de satélites. Em médio prazo precisaremos de um satélite geoestacionário para ajudar na previsão do tempo e integrar o Sistema Nacional de Prevenção e Alerta de Desastres”, afirmou em reunião com representantes da Ucrânia no Ministério da Ciência e Tecnologia.